sexta-feira, 26 de abril de 2013

Rua dos sonhos


Ontem, passei na rua dos sonhos
No cair da noite
Voando, ao som do vendaval
Sonhei que morri com a tempestade
E renasci, com os teus beijos e abraços
Foi como um grito nascendo na alma
Enlouquecido por amor
Nesta clandestina noite
Fizemos loucuras
Subimos ao firmamento
Até a luz das estrelas
Juntos, vimos o luar
E aquela rua dos sonhos
Onde a cidade dorme
Ao nascer do sol 
Se apagou

Sem comentários:

Seguidores