terça-feira, 30 de setembro de 2008

Se tu soubesses

Se tu soubesses

se soubesses desta angustia que sinto,
no meu coração,
se o teu coração sentisse o mesmo que o meu,
partiria contigo para sempre,
para qualquer lugar

Amor

Amor

Estar contigo é como uma nova esperança,
de tornar a reviver,os meus tempos perdidos,
quando estou sem ti,perco-me,
na escuridão do dia,
se ando já não sei por onde vou.
Amo-te não posso viver sem ti,
estou habituada de mais,
aos teus carinhos e aos teus beijos,
amor deixa-me ser eu a aquecer-te a alma,
me dá de novo,a vontade de sorrir,
ama-me sim,como se fosse a ultima vez,
nem que seija ,só por mais uma noite.

Mandei-te

Mandei-te

Mandei-te embora nesse dia,
tempestuoso de vendaval,
em que o vento assobiava
e as arvores estremeciam,
embaladas pela sua música,
mas nem sequer o vento levou,
o nosso tudo,
nem a tempestade me fez deixar,
de gostar de ti,
não te quero porque não,
mereces o meu amor.
O meu coração assemalha-se hoje,
a esse dia angustiado,
mas prefiro andar assim
do que me entregar nos teus braços
e sofrer para sempre

Penso em ti

Penso em ti

No silêncio da madrugada em que penso em ti,
nesses olhos, verdes que me encataram
e me cobriram,de mágoa e dor
porque tudo se tornou diferente,
daquilo que eu sonhava encontrar em ti meu amor.
Nas noites de luar em que fico ,
a contemplar as estrelas que nos iluminam,
penso nas tuas caricias,
nos teus beijos que foram em vão,
então os meus olhos castanhos brilhavam
de encanto e agora choram de tristeza de te perder,
mas haverá um dia que os meus olhos,
não terão mais lágrimas,
para deitar porque secaram.
Então eu serei feliz,
encontrei,um novo amor.

Pensei

Pensei

Pensei que era uma flor,
uma rosa vermelha,
vestida como uma rainha.
Pensei que era um pássaro,
azul e branco,
com umas grandes asas
que voavam até ao infinito...
Pensei que era uma pedra pequenita de ardósia.
Não,não sou uma rosa
muito menos rainha,
não,não sou um passaro
porque não tenho asas,
não,não sou uma pedra
porque tenho alma
e choro quando me magoam.
Mas assemalho-me a uma flor
porque sou pequena,
pareço-me com um passaro
vou voando em pensamento

domingo, 28 de setembro de 2008

Rouxinol

Rouxinol

Naquele aspero ,dia de espuma de ilusões
em que o lindo rouxinol ,amarelo cantava
sim cantava...aquela nossa linda canção
e nós lado a lado, juntamente
acompanhavamos, com o ritmo dos nossos beijos

Um dia, o rouxinol morreu
e com ele ,foi o nosso amor também
tudo acabou mas há-de nascer,
um novo dia, com outro rouxinol
e outro amor também

Primavera

Primavera

Era Primavera,o campo resplendecia de flores
de folhas verdes perfumadas.
Os pássaros cantavam no céu e o sol,
brilhava como nunca em seu explorador

Era Primavera, nasceu uma criança
no meio de uma planície
em que os campos eram cobertos de arvoredo
como tudo era tão florido

Era Primavera ,e a criança cresceu
e olhou o mundo e riu
e hoje já velho, anda por aí vagueando
como uma alma perdida,
a bater de porta em porta
em busca de uma esmola e de uma vida

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Sem ti

Sem ti,ando perdida nesta vida,
se já não sei quem sou, nem o que faço
se já não distingo,pedras de roseiras
e sinto minha morte, aproximando-se

Contigo,poderia ser feliz
veria, até aquilo que não existe,
com as promessas que ninguem cumpre..
seria uma ilusão mas morreria feliz

Seguidores